Colaboran SEGIB y Ministerio de Asuntos Exteriores y de Cooperación
Proyecto 2005/009. BRAZIL

 

Democratizaçao da memoria histórica da criança e do adolescente: preservaçao e organizaçao do conjunto documental Juízo dos Orfaos

 
 
 

Entre a documentação da Justiça sob guarda do Arquivo do Estado de São Paulo (Autos cívies e Autos crime, do século XVII ao XX), a do fundo “Juízo dos Orfãos” é muito significativo pela riqueza de informações.
São procesos manuscritos que informam sobre inquéritos relativos a ônus, heranças, tutelas, contratos de trabalho, fugas, apreensões, inquéritos de poder de família, crimes, pobreza, abandono, entre outros. Assim, permite-nos resgatar a história da infância e da juventude desde os primeiros momentos do período colonial até às primeiras décadas do século XX e grande parte da documentação do século XIX.
Por meio do tratamento arquivístico desse acervo, foi possível tirar do silêncio e do anonimato as violências, as humilhações e as privações cotidianas impostas pela sociedade às crianças e adolescentes e em suas relações com a justiça.
Graças ao projeto, identificamos mais de 50 séries e trabalhamos no catálogo eletrônico com mais de 4000 registros, cada registro correspondendo a um processo.
Destaque as séries correspondentes aos Autos de Abonação, Autos de cominatória, Autos de Apreensão/entrega de menores, Autos de assinação, etc., a partir dos quais aparecem dados como nome, encerramento, descrição do processo e outros tipos de observações.

Para saber mais sobre o acervo, você pode consultar o site: Web

Consulte o relatório técnico aqui:

Projeto

Proyecto 2010/038. BRAZIL

 

Reacondicionamento dos Fundos e Coleções sobre direitos humanos no Brasil e na América Latina, pertencentes ao acervo do CEDIC/PUC-SP

 
 
 

O acervo do Centro de Documentação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo se destaca por reunir uma documentação de grande importância política e científica, que se volta, principalmente, para a preservação dos registros de ações de movimentos sociais e de defesa de direitos humanos ligados a religiosos e leigos católicos e que atuaram em São Paulo, no Brasil e na América Latina desde a década de 1950.
O projeto desenvolvido com aporte do Programa ADAI teve por objetivos a higienização e o reacondicionamento dos fundos e coleções sobre Direitos Humanos no Brasil e na América Latina, visando a preservação para longo prazo de documentos produzidos por entidades e movimentos populares e de defesa dos direitos humanos que se articularam nos idos de 1950 a 1990.
Os procedimentos técnicos adotados levaram em consideração a compra de suprimentos (papel e polionda) que oferecessem estabilidade química de seu material, resistência aos agentes de degradação, redução do impacto ambiental e do manuseio inadequado, além da proteção e apoio físico aos documentos. Para tanto, foram confeccionados pela própria equipe capas, envelopes, entrefolhamentos de papel neutro e alcalino de ph 7.0 a 8.5, em diversos tamanhos e espessuras, e compradas embalagens, como caixas arquivo de polipropileno e invólucros de polietileno com qualidade arquivística para o acondicionamento dos documentos textuais e iconográficos.
Com isso, conseguimos aplicar dois níveis de proteção: acondicionamento primário e secundário, além do próprio mobiliário (no momento, arquivo compacto e deslizante).
O financiamento recebido viabilizou o adequado acondicionamento dos fundos e coleções e, consequentemente, de uma melhor identificação dos conjuntos documentais, promovendo além da atualização dos sistemas de dados online do CEDIC (Guia do CEDIC e Catálogo Eletrônico da Biblioteca de Apoio e da Hemeroteca), a difusão cultural do acervo. Logramos em realizar ações educativas na própria sede do Centro e virtuais por meio de mostras virtuais pautadas em temas de relevância social.

Você pode consultar a mostra virtual:
http://www.arquivoestado.sp.gov.br/site/acervo/guia/guia_antigo

Consulte o relatório técnico aqui:

Projeto

Comparte en RRSS:


Top