Colaboran SEGIB y Ministerio de Asuntos Exteriores y de Cooperación

Iberarchivos comemora o Dia Internacional do Acesso Universal à Informação (28 de setembro) com uma Exposição Virtual sobre Direitos Humanos

Em 2015, a Conferência Geral da UNESCO, após a aprovação da Resolução 38 C / 57, proclamou 28 de setembro como o Dia Internacional do Acesso Universal à Informação. Em outubro de 2019, reconhecendo a importância do acesso à informação, foi reconhecida no âmbito das Nações Unidas na 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas.

O acesso à informação como direito e como política pública está intimamente ligado às ideias de democracia e governança democrática. Além disso, esse direito é um direito instrumental, uma vez que permite o exercício de outros direitos.

O Arquivo garante o cumprimento efetivo deste direito, bem como o controlo dos cidadãos sobre as ações públicas, permitindo a responsabilização e assegurando a sua participação na tomada de decisões, promovendo uma gestão pública eficiente, responsável e transparente.

O direito de acesso à informação está intimamente ligado ao direito de saber, à verdade e à reparação pelas atrozes violações dos direitos humanos. Todos, incluindo os familiares das vítimas, têm direito a saber a verdade. Quando se trata de graves violações de direitos humanos, as informações encontradas nos arquivos têm um valor muito importante para promover investigações judiciais e evitar que os mesmos fatos voltem a ocorrer.

Os Arquivos fornecem antecedentes para a justiça e permitem a reparação dos danos às vítimas; contribuir para a recuperação da memória coletiva; fornecem informações para a história recente e permitem a conscientização e educação das novas gerações.

Para a Iberarchivos, a preservação, proteção e consulta pública dos arquivos que contêm os documentos que testemunham as violações dos direitos humanos tem sido uma linha principal desde o seu início. Por isso, no Dia Internacional do Acesso Universal à Informação, o programa de cooperação apresenta uma exposição virtual denominada: “Iberarchivos. Defenda os Direitos Humanos através da cooperação “no Dia Internacional do Acesso Universal à Informação”.

Desde o início do Programa, tem trabalhado na proteção de arquivos de direitos humanos e facilitando seu acesso tem sido uma das linhas prioritárias e 57 projetos de 38 instituições e 11 países foram apoiados, com financiamento do programa de 338.385. 95 euros.

Nesta exposição virtual de projetos de direitos humanos, evidencia-se o compromisso de Iberarchivos com a proteção desses arquivos, cujo objetivo último é garantir que este patrimônio documental tenha proteção adequada contra sua destruição ou ocultação intencional e que sua acessibilidade seja facilitada. não apenas pelas vítimas, mas também pela sociedade como um todo.

Nesta exposição encontram-se alguns dos mais destacados projetos relacionados com a defesa dos direitos humanos, desenvolvidos graças à cooperação arquivística da comunidade ibero-americana.

Convidamos você a conhecer um pouco mais sobre esses projetos e o impacto que eles geraram em seus respectivos países.

Link: https://www.iberarchivos.org/expoddhh/

 

Top